COMISSÕES E GRUPOS DE TRABALHO



 

Conselho Regional de Serviço Social—CRESS/PI

 

O PROTAGONISMO DA CATEGORIA  NO CRESS-PI: COMISSÕES REGIMENTAIS, TEMÁTICAS E GRUPOS DE TRABALHO

 

 

Amanda Oliveira Santos

Elaine Cristina do Nascimento Costa

Acadêmicas do curso de Serviço Social da UFPI

 

Sandra de Nazaré Caetano

CRESS 0753 22ª Reg.

Supervisora de campo

 

Solange Maria Teixeira

CRESS 0628 22ª Reg.

Supervisora docente

 

 

 

 

COMISSÕES REGIMENTAIS, TEMÁTICAS E GRUPOS DE TRABALHO-GT’s

 

Esse trabalho é resultado da proposta do projeto de intervenção das acadêmicas do curso de Serviço Social da UFPI intitulado “ O PROGONISMO DA CATEGORIA NO CRESS-PI: COMISSÕES REGIMENTAIS E TEMÁTICAS E GRUPOS DE TRABALHO”, cujo o objetivo é promover o fortalecimento das Comissões e Grupos de Trabalho do CRESS-PI incentivando a participação ativa da categoria nesses espaços organizativos.

     De acordo com o art. 51 da Resolução CFESS nº 469/2005, que regulamenta o Estatuto do Conjunto CFESS/CRESS “para agilizar as decisões do CFESS e dos CRESS, serão constituídas comissões compostas por conselheiros efetivo e suplentes, assessores e convidados.”

     Neste sentido, socializamos algumas das frentes de atuação do CRESS/PI, estruturadas em Comissões Regimentais e Temáticas e Grupos de Trabalho, as quais se articulam entre si, desenvolvendo atividades pautadas pelos princípios e valores do Projeto Ético Político Profissional.

 

Vejamos a seguir:

 

COMISSÕES REGIMENTAIS E TEMÁTICAS

 

· Comissão de Orientação e Fiscalização profissional-COFI;

· Comissão de Ética;

· Comissão de Ética e Direitos Humanos(atualmente funciona na cidade de Parnaíba-PI);

· Comissão de Seguridade Social;

· Comissão de Formação e Capacitação Profissional;

· Comissão de Comunicação;

· Comissão Permanente de Apoio aos/as assistentes sociais aprovados em concurso públicos;

· Comissão Permanente de Licitação;

· Comissão Administrativo-Financeiro;

· Comissão de Inscrição Permanente.

 

GRUPOS DE TRABALHO E FÓRUM

 

· Grupo de trabalho Sociojurídico;

· Grupo de Trabalho Inadimplência;

· Grupo de Trabalho Siscafw;

· Grupo de Trabalho Patrimônio;

· Grupo de Trabalho de Arquivamento e eliminação de documento;

· Fórum de Supervisão de Estágio.

 

Além das comissões, grupos e fórum, o CRESS-PI também atua com representações em Conselhos de Políticas de direitos e de Políticas Públicas, tanto no âmbito municipal como estadual.

 

Âmbito Municipal

· Conselho Municipal de Assistência Social-CMAS.

 

Âmbito Estadual

· Conselho Estadual de Assistência Social - CEAS

· Conselho Estadual de Saúde - CES

· Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa - CEDPI

· Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente - CEDCAD

· Fórum Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente - FÓRUM DCA

· Fórum Estadual dos trabalhadores(as) do SUAS - FTSUAS

 

    Em âmbito Federal, o CRESS/PI através da Gestão “Serviço Social na luta sempre” 2014-2017, participa em conjunto com o CFESS e outros CRESS das seguintes frentes:

 

· Comissão Gestora do Fundo Nacional de Apoio aos CRESS/CFESS;

· Comissão Especial;

· Grupo de Trabalho Nacional da Agenda Permanente.

 

 REFERÊNCIAS

CFESS. ESTATUTO DO CONJUNTO CFESS/CRESS, disposto na resolução CFESS n°469/2005.

____LEI n° 8.662/93 REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO.

____REGIMENTO INTERNO DO CRESS-22ª REGIÃO.

____<<http://www.cfess.org.br/>> acesso em: 25/05/16.

 

 

 

A participação da categoria nas atividades desenvolvidas pelos CRESS e seu envolvimento com as principais temáticas e bandeiras de luta e inserção nas frentes de atuação reforça a qualidade do exercício profissional e fortalece o compromisso com o Projeto Ético-Político.

 

A FORÇA DE UM CONSELHO REPRESENTA A MOBILIZAÇÃO DA PRÓPRIA CATEGORIA!

ESCOLHA UMA COMISSÃO E/OU GRUPO DE TRABALHO. PARTICIPE DA AGENDA DO CRESS/PI. FAÇA VALER SEU DIREITO. NÃO SEJA PORTADOR E SIM PROTAGONISTA NA HISTÓRIA DA NOSSA PROFISSÃO!

 

 




Você já conhece as Comissões e Grupos de Trabalho do CRESS-PI?


O PROTAGONISMO DA CATEGORIA NO CRESS-PI:  COMISSÕES REGIMENTAIS E TEMÁTICAS E GRUPOS DE TRABALHO


Amanda Oliveira Santos¹

Elaine Cristina do Nascimento Costa[1]

Sandra de Nazaré Caetano[2]

Solange Maria Teixeira[3]



[1]Acadêmicas do Curso de Serviço Social da Universidade Federal do Piauí – UFPI.

[2]Assistente Social, CRESS 753 22ª Região, Coordenadora Executiva do CRESS/PI, Supervisora de Campo.

[3] Assistente Social, CRESS 00628, Presidente do CRESS/PI, Supervisora Docente.



Grupos de Trabalho – GTs

· · ·

Nesse eixo de trabalho se encontram os GTs de âmbito nacional determinados pelo CFESS e os locais criados em consonância com as necessidades. Esses espaços são organizados com a intenção de discutir e problematizar temas importantes nas áreas correlatas ao exercício profissional do Assistente Social. São eixos de trabalho onde as/os profissionais socializam experiências, elaboram proposições para qualificar as políticas públicas e demandam ações ao Conjunto CFESS/CRESS.



Esse trabalho é fruto de uma proposta de intervenção das acadêmicas do Curso de Serviço Social da Universidade Federal do Piauí - UFPI, cujo objetivo é promover o fortalecimento das Comissões Regimentais e Temáticas e dos Grupos de Trabalho do Conselho Regional de Serviço Social – CRESS 22ª Região, incentivando a participação ativa da categoria nesses espaços organizativos.

 

Uma categoria devidamente orientada e politizada fortalece o Conselho e a inserção nessas frentes de atuação reforça a qualidade do exercício profissional e o compromisso com o Projeto Ético-Político Profissional.

 

 

 

 


Comissões Regimentais e Temáticas

 


 

Comissões Regimentais Estas são regulamentadas por resolução, de funcionamento permanente com a competência de manifestarem-se quanto às infrações da Lei 8.662/93, que regulamenta a profissão do/a Assistente Social e dá outras providências e do Código de Ética Profissional do/a Assistente Social.

 

 

Comissões Temáticas são aquelas criadas para discussão, estudo, emissão de pareceres, interpretações e análises em determinadas áreas, em especial nas políticas públicas. Além destas, existem também comissões específicas criadas com a finalidade de dar encaminhamentos e desenvolver atividades afins a determinados setores internos.

COMPETÊNCIAS E ATRIBUIÇÕES DOS ESPAÇOS ORGANIZATIVOS NO cress/pi

COMISSÕES REGIMENTAIS E TEMÁTICAS

 

v    Comissão de Orientação e Fiscalização Profissional - COFI: contribui para o fortalecimento da Política Nacional de Fiscalização - PNF, atuando como instância de prevenção e orientação para um exercício profissional comprometido com a defesa e garantia dos direitos sociais e com os interesses gerais da sociedade, ao observar as deliberações aprovadas nos Encontros Nacionais do Conjunto CFESS/CRESS.

 

v    Comissão de Ética: os integrantes dessa comissão trabalham no sentido de reafirmar o projeto ético-político da categoria, avaliando denúncias de possíveis infrações cometidas por assistentes sociais contra os princípios do Código de Ética.

 

v    Comissão de Ética e Direitos Humanos: pautase na análise crítica e estratégica dos direitos humanos, na divulgação do Código de ética e na defesa dos princípios do Projeto Ético-Político, com a perspectiva de conhecer as reais condições de vida da população e buscar formas de intervir na defesa de direitos e contra todos os processos de degradação da vida humana.

 

v    Comissão de Seguridade Social: defende a democracia e os direitos sociais com ênfase na concepção de uma Seguridade Social, como política pública, universal e de responsabilidade estatal. Por meio da representação participativa de assistentes sociais nos fóruns, nos conselhos de direitos e de políticas, buscando coerência entre os princípios éticos–políticos profissionais e os fundamentos do Controle Social Democrático.

v     Comissão de Formação e Capacitação Profissional: atua na articulação entre a formação e o exercício profissional, estimulando a criação de mecanismos de atualização profissional como instrumento de qualificação da/o Assistente Social.

 

v     Comissão de Comunicação: elabora e coordena as estratégias de comunicação, voltadas para a categoria, sociedade, mídia e outros sujeitos sociais. É responsável pela implementação da Política Nacional de Comunicação do Conjunto CFESS/CRESS. Viabiliza as campanhas, a edição de coletâneas, produção de jornais eletrônicos e impressos, divulgação de eventos e assessoria de imprensa.

 

v     Comissão Permanente de Licitação: tem como objetivo receber, examinar e julgar todos os documentos e procedimentos relativos a licitações no âmbito do CRESS Piauí.

 

v     Comissão AdministrativoFinanceira: acompanha as receitas devidas ao CRESS-PI, de pessoas físicas e jurídicas. Busca estratégias políticas para manter a capacidade de arrecadação do Conselho. A comissão prioriza também o controle fiscal interno, por isso o trabalho se dá articulado ao Conselho Fiscal, na perspectiva da transparência na gestão democrática.

 

v     Comissão de Inscrição Permanente:  tem como prerrogativa analisar os processos de inscrição, reinscrição, cancelamento, apostilamento, transferência e inscrição secundária dos(as) profissionais de Serviço Social. Tem o trabalho articulado diretamente com os Agentes Fiscais 

 

GRUPOS DE TRABALHO

 

v     Grupo de trabalho Sociojurídico: Reúne sujeitos interessados nos debates sobre a inserção do Serviço Social no chamado “campo sociojurídico”. O objetivo é situar os espaços sócio-ocupacionais, focando nos desafios postos às diversas dimensões do exercício profissional de assistentes sociais.

 

v     Grupo de Trabalho de Inadimplência: O GT tem o objetivo de realizar incidência político-pedagógica sobre os profissionais com pendências financeiras, além de analisar e deferir os processos dos profissionais que procuram o CRESS para negociar os débitos. Além disso, ao identificar a situação financeira de cada profissional em relação ao Conselho, busca estreitar relações com os profissionais oferecendo condições viáveis para a atualização de débitos.

 

v     Grupo de Trabalho Siscafw: tem como objetivo padronizar os procedimentos administrativos referentes ao sistema de informações dos profissionais.

 

v     Grupo de Trabalho Patrimônio: tem como objetivo registrar, inventariar, tombar mediante controles que permitam a conservação, alienação, doação, empréstimo e o descarte de bens materiais de propriedade e/ou originário de outras responsabilidades assumidas pelo Conselho.

 

v     Grupo de Trabalho de Arquivamento e eliminação de documento do Conjunto CFESS/CRESS: criado por força da Lei Federal nº8.159/91 com o objetivo de estudar as formas de arquivamento e eliminação dos documentos no âmbito do Conjunto CFESS/CRESS.

 

Fórum de Supervisão de Estágio: formado por representantes da ABEPSS, docentes, estudantes de graduação e de pós-graduação, supervisores(as) de campo, para avaliar, planejar e discutir assuntos pertinentes à supervisão de estágio com o objetivo de garantir a formação profissional de qualidade no